Olá querid@s leitor@s! Conheça um pouco mais sobre os projetos desenvolvidos pelos membros do GESTEC em 2022!

Destaque deste post: Eles conhecem você melhor do que você mesmo! Uma investigação sobre a privacidade de metadados de usuários oferecida pelo WhatsApp (Projeto de Pesquisa)

  • Coordenador: Marlon Cordeiro Domenech
  • Bolsistas: Isadora Conte e Rafael dos Santos
  • Voluntária: Emanuely Poncio do Amaral

O direito à privacidade tem sido discutido há muito tempo e implementado via legislação mais recentemente. Porém, na sociedade conectada e dependente de tecnologias em que vivemos, não é possível afirmar que esse direito é garantido pelas plataformas digitais que usamos em nosso dia a dia. Os mensageiros instantâneos (IMs) são uma das tecnologias digitais massivamente utilizadas atualmente e que tem recebido questionamentos a respeito da privacidade que oferecem a seus usuários. Apesar de muitos IMs terem tentado atender à demanda por mais segurança e privacidade nos últimos anos, estas ferramentas focaram na privacidade de dados (i.e. conteúdo das mensagens) por meio de criptografia fim-a-fim, enquanto a privacidade de metadados foi pouco abordada (i.e. dados sobre os usuários e o sistema, como quem são os participantes de uma conversa e quando eles estão online). Proteção de dados e de metadados são complementares para garantir a privacidade de uma forma abrangente aos usuários. Logo, este projeto visa explorar o WhatsApp, IM com maior base de usuários ativa, para entender quais metadados são gerados ou coletados de seus usuários e como estes metadados são tratados. Essa exploração iniciará com o mapeamento de funcionalidades do IM, as quais serão utilizadas para gerar dados armazenados nos dispositivos e tráfego de rede, os quais serão analisados em busca de informações sensíveis. Assim, pretende-se identificar como o WhatsApp trata os metadados de seus usuários, além de fomentar uma discussão a respeito da importância da proteção de metadados para a garantia de privacidade aos usuários de plataformas de IM.

Categorias: IFCPesquisa

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *